VÔLEI | Gabriel atinge marca impressionante de 11 aces em vitória do Vôlei Ribeirão

12/03/2018

Ponteiro teve atuação destacada em pontos de saque nos 3 sets a 2 sobre o Itapetininga, sábado, na Cava do Bosque

O fundamento de saque tem sido um dos trunfos do São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão na Superliga B. Em busca da vaga na elite do voleibol brasileiro, a equipe presidida pelo campeão olímpico Lipe Fonteles e treinada por Marcos Pacheco tem contado com a força, técnica e potência do ponteiro Gabriel e de outros jogadores, como o central Giovanni.

No sábado (10), diante do Vôlei Itapetininga, na Cava do Bosque, Gabriel atingiu a impressionante marca de 11 aces em um total de 25 saques. Ele ainda contribuiu com 14 pontos de ataque, somando 25 no jogo. Foi uma das melhores partidas de Gabriel vestindo a camisa de Ribeirão Preto e um de seus recordes pessoais - Giovanni fez mais cinco pontos de saque.

"Foi especial. Fazer 11 pontos de saque pra mim era algo distante, foi uma surpresa. Ainda mais contra uma equipe qualificada como Itapetininga em um jogo tão importante para nós. Estou muito feliz com a minha atuação, por ter contribuído com ataque, saque, passe, bloqueio... Nossa equipe foi muito bem, cada um que entrou fez sua parte. Isso é ser um time", analisou Gabriel.

"Ele fez 11 pontos e poderia ter feito mais. Os saques foram impressionantes. Estou há muito tempo no vôlei em equipes de alto nível, final de Superliga, de Sul-Americano, e não me lembro de ter visto algo parecido, com uma sequência tão forte", disse o técnico Marcos Pacheco. "Me lembro de uma vez em que o Marcelinho [atualmente no Botafogo-RJ] sacou 11 vezes em sequência, mas não que ele tenha feito 11 pontos. Isso na época me chamou a atenção. Mas o Gabriel no sábado foi impressionante", completou o treinador do Cavalo.

Para efeito de comparação, no início deste ano o francês Earvin Ngapeth anotou 12 pontos de saque defendendo o Modena contra o Soro, pela Liga Italiana - apenas um a mais que Gabriel. A pontuação foi um recorde da Liga Italiana e ganhou destaque em todo o mundo. No Brasil não há registros referentes ao recordista deste fundamento.

Com 15 pontos, o Vôlei Ribeirão fechou a fase classificatória na liderança da Superliga B e vai enfrentar o oitavo colocado, Uberlândia-MG. Pacheco enalteceu o sistema coletivo da equipe.

"Nós tivemos uma sequência muito boa do Ualas no saque flutuante. Mas o saque viagem, com o Gabriel, realmente chama a atenção pela força. Nosso grupo treina muito saque, é fruto do trabalho. Erramos apenas 17 saques em cinco sets e somamos 16 pontos de saque. É um número extremamente positivo. Alguns jogadores tiveram participação pequena [contra Itapetininga], mas fundamental. O Brunão entrou no final do tie-break e amorteceu algumas bolas; o Jonatan entrou e sacou bem; Willian, João Paulo... Isso é bem legal", finalizou Pacheco. As datas dos jogos contra o Uberlândia serão divulgadas nas próximas horas pela CBV.

O Vôlei Ribeirão é um projeto de iniciativa da Prefeitura de Ribeirão Preto, por meio do Fundo Social de Solidariedade e Secretaria Municipal de Esportes, e conta com patrocínios da São Francisco Saúde, Sicoob, MRV Engenharia e Raízen, e apoio da Fórmula Academia, Clínica Collucci, Muraca Sports e Salute Restaurante e Pizzaria. Além do lado esportivo, a equipe tem caráter social. O projeto consiste ainda em inclusão social por meio do esporte.

Texto: Rafael Gonçalves
Foto: FL Piton/CCS / Colaboração