NATAÇÃO | N1/Moura Lacerda finaliza o ano com medalhas na Super Copa SP e boa participação no Troféu Open CBDA

13/12/2017

Equipe levou 28 nadadores na Super Copa, em Bauru; no Rio de Janeiro, Pedro Motta teve excelente desempenho no Brasileiro Absoluto

A N1/Moura Lacerda finalizou as competições oficiais de 2017 com excelentes resultados no último final de semana. Em Bauru, a equipe levou 28 nadadores na Super Copa São Paulo de Verão. No Rio de Janeiro, o nadador Pedro Motta teve excelente desempenho no Campeonato Brasileiro Absoluto. Motta tem 16 anos e competiu com nadadores adultos.

Na Super Copa São Paulo, a N1/Natação 1limitada conquistou cinco medalhas de prata e esteve 23 vezes entre as oito melhores colocações. A competição é um torneio entre nadadores vinculados à Federação Aquática Paulista e serve para revelação de novos talentos. É o objetivo principal da temporada para a maioria dos nadadores do Estado. Estiveram em Bauru 1.200 nadadores de 66 clubes e academias de todo o estado.

Os medalhistas da N1/Moura Lacerda foram: Fábio Borges (50m livre Petiz 1), Ian Kmiliauskis (100m peito Infantil 1), Laura Beatriz, Luana Fiorin, Miguel Baroni e Nicolas Fornel (4x50m medley misto e 4x50 livre misto Mirim 1), Arthur Dias, João Fiorin, Gabriel Mian e Fabio Capocci (4x50m livre Petiz 2 masculino).

"Nossa equipe mostrou evolução com as melhorias nas marcas pessoais e obtenção de índices. Mostrou que estamos no caminho certo. Esses meninos e meninas têm muito a crescer e acreditamos nisso", diz o treinador Rodrigo Serrano. "A competição serviu como intercâmbio e troca de vivências. Elas são muito importantes e todos estavam motivados. Os nadadores vão pegando experiência e a tendência é melhorar nos treinos e nas outras disputas", completa o treinador Ailton Júnio.

Brasileiro absoluto
Depois de quebrar recordes paulistas, nacionais e sul-americanos em sua categoria, os treinadores Newton Conte e Pedro Baldo, levaram o jovem nadador Pedro Motta, de 16 anos, para uma prova de fogo. Ele participou no Rio de Janeiro, pela primeira vez, de um campeonato Brasileiro Absoluto. Motta não decepcionou e deixou muitos nadadores experientes para trás, ficando na 11ª colocação nos 100m costas e na 13ª nos 50m costas.

"Participamos desse evento como um prêmio ao Pedro pela brilhante temporada, em que batemos nove vezes Recordes Brasileiros na categoria Juvenil 2, e ganhamos tudo o que era possível nos principais torneios da América do Sul em sua categoria", avalia Pedro Baldo. "Sabíamos que dificilmente os tempos seriam muito bons, devido ao momento da temporada, mas a ideia era nadar lado a lado com os melhores do Brasil no adulto, pois ano que vem temos metas importantes a serem conquistadas já a partir do Troféu Maria Lenk", ressaltou Newton Conte, já adiantando um pouco do planejamento para a temporada 2018.

Pedro Motta termina o ano como recordista Brasileiro Juvenil 2 nos 50m, 100m e 200m costas, nos 100m borboleta em piscina curta, e nos 50m e 100m costas em piscina Longa. Além disso, em piscina curta, ele conquistou a 2ª colocação no ranking Brasileiro adulto nos 100m e 200m costas, além da 3ª colocação nos 50m costas.

Texto: Fabiano Ribeiro
Foto: Divulgação